Infidelidade, 10 coisas que você não sabia

kiss-750x516A infidelidade tem sido objecto de numerosos estudos, as pessoas querem entender por que e como os traidores caiam em tentação.
Enquanto estudos e pesquisas ajudam a nossa compreensão do fenômeno, algumas descobertas são verdadeiramente bizarras. (Sim, nós estamos falando de vocês, os pesquisadores que descobriram que homens infiéis estão mais expostos ao risco de fratura peniana)

Aqui estão 10 curiosidades sobre a infidelidade tiradas de estudos e pesquisas às vezes não exatamente científicos.

1. Você pode ser geneticamente predispostos a traição.
Se você pertence às fileiras dos traidores, você pode culpar seus genes. Pesquisadores da Universidade de Binghamton descobriram que cerca de metade dos indivíduos com o gene DRD4, também conhecido como gene “procura emoção”, são mais propensas a ser infiéis.

2. As mulheres acreditam que os homens da voz profunda são mais propensos a traição.
Más notícias se sua voz lembra aquela de Barry White. Um estudo publicado pela revista “Personality and Individual Differences” descobriu que as mulheres percebem como potenciais traidores homens de voz grave. Os pesquisadores pediram-lhes para ouvir algumas vozes masculinas e determinar quais estavam mais propensos a traição e por quem estavam mais atraídas para uma possível aventura de longo ou curto prazo. O veredicto? Homens da voz mais profunda foram consideradas mais “adequado” para ter um caso e mais susceptíveis de ceder à tentação.

3. Os republicanos são menos tolerantes do que os democratas.
Sua reação a traição pode ter a ver com a política. Em uma pesquisa de YouGov encomendada pelo Huffington Post, 14% dos democratas (em comparação com 10% dos republicanos entrevistados), disse que iria dar ao parceiro uma segunda chance em caso de um romance.

tesao-admiracao4. Os casos extraconjugais aumentam o risco de fratura do pênis.
As aventuras não só quebram corações, mas também os pênis. O Dr. Andrew Kramer, urologista e professor associado de cirurgia da Universidade de Maryland, estudou 16 casos de fratura peniana que exigiram uma cirurgia, entre 2007 e 2011. Metade dos homens admitiram que o infeliz incidente tivesse ocorrido durante um caso extraconjugal. Aqui está a explicação do Dr. Kramer: “Eu acho que vai haver menos homens com fratura peniana ao redor, se os homens transassem apenas com sua esposa.”

5. Os traidores acham seus cônjuges mais atraentes do que seus amantes.
Quando falamos sobre a traição, nem tudo tem a ver com a aparência. O site de encontros extraconjugais Safadinhas.org entrevistou mais de 4.000 membros e descobriu que os traidores acham o parceiro legítimo mais atraente do que a pessoa com quem estavam tendo uma aventura extraconjugal.

6. Homens que traem são mais em risco de ataque cardíaco.
Aqui está mais um golpe para os homens infiéis. Um estudo realizado pela Universidade de Florença sugeriu que “a morte súbita coital” é mais comum se o homem está com a amante em um ambiente estranho, e não enquanto está fazendo sexo em casa, com a sua esposa.

7. As mulheres são mais propensas a traição se suas mães eram infiéis.
Sesso-occasionale.it, um site italiano de encontros extra-conjugais, entrevistou 2.000 membros e descobriu que 73% das mulheres que confessaram sua traição, tinham mães que também eram infiéis. Aparentemente, a tendência à infidelidade é mesmo uma caracteristica objeto de transmissão genética.

8. Os traidores se encontrarm no Morton’s The Steakhouse (conhecida franquia norteamericana de restaurantes).
Quando o site de casos extraconjugais Ashley Madison pediu a seus usuários onde eles organizavam seus jantares infiéis, franquias de restaurantes e churrascarias imediatamente dispararam em primeiro lugar. Morton’s The Steakhouse a opção mais popular. Mas Cheesecake Factory e Chris de Ruth (outras franquias de restaurantes) se defendem bem.

9. Para muitos nativos digitais, a paquera on-line é uma forma de traição.
Cuidado com os emoticons com pequenos corações e piscandas virtuais, se você tem um relacionamento. Recentemente, o site Fusion perguntou para 1.000 pessoas entre 18 e 34 anos se eles achavam que “os relacionamento ou paqueras online” devem ser considerados como uma traição, e 82% deles responderam afirmativamente.

10. Quarta-feira é o dia melhor para pular a cerca.
Quarta feira em gíria inglês é chamado “Hump Day” (expressão onde “Hump” significa também, vulgarmente, uma transa).
De acordo com um levantamento do site de encontros Ashley Madison a quarta feira entre as 17 e 19 horas é o momento ideal para fazer sexo com o amante.